segunda-feira, 2 de maio de 2011

Nada substitui o livro.

«Nada substitui o livro, com a sua capa, as suas imagens, a sua história, as suas referências e até aquela “sensação" inconfundível que os livros nos trazem quando lhes pegamos e os folheamos com os dedos.»Prof. Eduardo Marçal Grilo

  Existe um jogo que começa assim: "A história que vos vou contar passa-se neste lugar, bem gostaria eu que ela vos pudesse encantar...". Sugiro que este seja o nosso jogo, o jogo mágico do mundo das histórias de encantar...

  Era uma vez... a fórmula mágica mais consagrada para começar a ler uma história, porque não tem tempo, nem espaço e dá-nos a liberdade de dar asas à nossa imaginação e deixá-la partir para o lugar mais remoto. Ao lermos um livro a uma criança, muitas das vezes esquecemo-nos que não o estamos a fazer com adultos, e, por isso, temos de encarnar o papel de contador de histórias, para que o tempo em que se lê seja maravilhoso e encantador.

  Para que a hora de ler a história seja agradável e divertida, basta seguir algumas destas dicas...

• Proporcione um ambiente calmo sempre que ler uma história, desta forma, a criança que o vai ouvir ficará sereno e tranquilo.
• Sempre que possível sente-se ao nível da criança ou coloque-a ao seu colo num local confortável, para que a hora de ler a história seja agradável
• Escolha um livro que agrade à criança.
• Movimente o corpo e seja expressivo.
• Use uma entoação de voz atractiva, faça suspense, expresse os seus sentimentos, fale baixinho quando algo importante vai acontecer.
• Utilize ruídos (onomatopeias) quando a história o permitir (Au,au! Miau,miau! Truz, truz ! Etc).
• Explique, sempre que necessário, o significado de palavras que a criança não entenda.
• Converse com a criança sobre a história que acabaram de ler.
• Repita a história as vezes que forem necessárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário